domingo, 3 de Julho de 2011

O Nó no Lençol

Numa reunião de pais numa escola da periferia, a professora ressaltava
o apoio que os pais devem dar aos filhos e pedia-lhes que se fizessem
presentes o máximo de tempo possível...
Considerava que, embora a maioria dos pais e mães trabalhasse fora,
deveria arranjar tempo para se dedicar às crianças.´
Mas a professora ficou muito surpreendida quando um pai se levantou e
explicou humildemente, que não tinha tempo de falar com o filho, nem
de vê-lo, durante a semana, porque quando ele saía para trabalhar era
muito cedo e o filho ainda estava a dormir. Quando voltava do trabalho
já era muito tarde e o filho já não estava acordado.
Explicou, ainda, que tinha de trabalhar assim para prover o sustento
da família, mas também contou que isso o deixava angustiado por não
ter tempo para o filho e que tentava compensá-lo indo beijá-lo todas
as noites quando chegava em casa.
E para que o filho soubesse da sua presença, ele dava um nó na ponta
do lençol que o cobria. Isso acontecia religiosamente todas as noites
quando ia beijá-lo. Quando o filho acordava e via o nó, sabia, através
dele, que o pai tinha estado ali e o havia beijado. O nó era o meio de
comunicação entre eles.
A professora emocionou-se com aquela história e ficou surpreendida
quando constatou que o filho desse pai era um dos melhores alunos da
escola.
O facto faz-nos reflectir sobre as muitas maneiras de as pessoas se
fazerem presentes, de comunicarem com os outros.
Aquele pai encontrou a sua, que era simples mas eficiente. E o mais
importante é que o filho percebia, através do nó, o que o pai estava a
dizer.
Simples gestos como um beijo e um nó na ponta do lençol, valiam, para
aquele filho, muito mais do que presentes ou a presença indiferente de
outros pais.
É por essa razão que um beijo cura a dor de cabeça, o arranhão no
joelho, o medo do escuro..
É importante que nos preocupemos com os outros, mas é também
importante que os outros o saibam e que o sintam.
As pessoas podem não entender o significado de muitas palavras, mas
sabem reconhecer um gesto de amor.
Mesmo que esse gesto seja apenas um nó num lençol..

domingo, 15 de Maio de 2011

MULHER





Jamais permita ser escravizada por um alguém que não te mereça.

Não seja nunca!!! Um boneco fantoche, nas mãos de um homem.

Nascemos livres, para amar ser amada ,e viver , cabe a nós escolher,

Aquilo que queremos ter.

Mulher...

Não perca seu tempo com alguém ,que não lhe merece,

Às vezes até te esquece.

Não fiquem horas a fio esperando por um encontro e esse encontro

Não acontecer.

Corre o risco de você ver o dia amanhecer,e esse homem não aparecer.

Mulher...

Não permita que teu coração chore, por alguém que te ignore.

Seja mas você, permita homens honrados pisar na terra do teu coração, pois para homens covardes não tem perdão.

Procure homens, que os faça sorrir e não se deprimir.

Mulher...

És vencedora dês de o dia que Deus lhe criou.Tens a chave do sucesso, não deixe que roubem esse galardão .

Cuide da sua alma, da sua integridade.Na hora certa te aparecerá um homem de verdade.

Mulher...

Não permita ficar linda, a espera de um homem que nem te observa.

Não se torne nunca escrava de um deles.

Não caminhe em direção de alguém, já que esse alguém,esta querendo desviar de ti.

Mulher...

Não tire sua coroa de MULHER, esta, é só sua, lhe pertence,não permita que qualquer venha tirar de você, é tua marca.

Mulher,não deixe que venha tirar de você toda sua garra,

Todo seu poder,lhe tirando a paz.

Não deixe que sentimentos, como raiva ódio,solidão desprezo, venha fazer de você uma mulher amarga, mal amada.

Mulher...

Seja sempre você sem precisar andar com os pés de um homem,

Que te chama de carrapicho,e na verdade ele quem é um lixo.

Não permita que homem algum venha dizer seu nome em vão.

Seja mas você e tenha sempre em mão a mulher heroína que tens

Na tua alma.Nunca deixe ninguém tirar sua dignidade de ser MULHER.

Mas tenha certeza...nem todos os homens são iguais o seu deve estar escondido em algum lugar....Mulher forte como é, irá logo achar.

Mulher...não permita que alguém venha apagar a sua luz, pois é o teu brilho que lhe conduz...ao caminho de ser UMA VERDADEIRA MULHER.

OBS:***Meus amigos homens deste site, não generalizei neste poema a todos os homens, sei que existem as exceções,mas existem alguns homens que não sabem dar valor a mulher que tem.

a carapuça, ira servir apenas para quem lhes convém. Sem intenção de atingir ninguém, apenas nos valorizar.

E ESTE FOI FEITO PARA TODAS AS MULHERES AQUI E FORA DESTE SITE.

PELO MÊS CONSIDERADO DA MULHER.

Anna A FLOR DE LIS *-*

quinta-feira, 5 de Maio de 2011

SOLIDÃO E CONSCIENCIA

Nesta época em que vivemos, a sensação é que jamais estamos sós. Cercados por gente em ônibus, metros, aviões, locais de trabalho e ruas. Entretanto, nunca fomos tão solitários.


E quanto mais nos cercamos de gente, de barulho, de tarefas, mais se agrava a sensação de que estamos sós. Parece contraditório?

Parece sim. Mas não há contradição. Porque estar em companhia de alguém é muito mais do que estar ao lado da pessoa.

Muitas vezes a presença física está lá, mas a alma já escapou para um lugar distante.

Um dos maiores compositores da Humanidade, Giuseppe Verdi, criou uma imagem fascinante para as pessoas que vivem cercadas de gente, em festas cheias de risos e de alegria, mas que se sentem caminhando sós pelo Mundo.

Está na ópera La traviata. É quando a personagem Violeta fala que é uma mulher sozinha em um populoso deserto.

Quantas vezes nos sentimos em um deserto habitado por gente estranha!

Sim, em nossa vida raramente temos pessoas que pensam igual a nós.

Aqui e ali temos afinidades e pontos em comum, mas a trajetória da alma é solitária. Nossas descobertas, vitórias e frustrações são intransferíveis.

Em nosso caminho para Deus estabelecemos diálogos que dizem respeito apenas a nós mesmos.

Processos pessoais, momentos puramente individuais em que a voz da consciência ressoa em nossa alma com exatidão... Com rara sinceridade.

Por melhores sejam os amigos, eles não nos dirão as verdades como a nossa própria consciência o faz

O amigo não vai desejar nos ofender, maltratar ou irritar. Por isso, ele tentará minimizar a dura verdade.

Mas a consciência, não. Ela nos apresenta uma avaliação rigorosa de nossos atos. Ela nos põe diante de nós mesmos.

Tudo muito naturalmente. E sequer conseguimos contestar essa avaliação criteriosa.

Então, por que temer a solidão? É quando silencia o mundo à nossa volta que conseguimos ouvir a voz da consciência.



O homem sábio muitas vezes busca o deserto, a quietude, o silêncio, a fim de se encontrar consigo mesmo, de voltar-se para Deus.

Há tempo para tudo, ensina o Eclesiastes, um dos livros bíblicos. Tempo de semear, tempo de colher, tempo de falar, tempo de silenciar também.

Silenciar para ouvir os sons da alma, os conselhos do coração.

Então, se a vida lhe oferece a solidão, acolha-a como um presente. Aproveite cada minuto para reflexões. Encare tudo como oportunidade de aprendizado.

Há tanta gente imersa em ruídos, sufocada por conversas maledicentes ou pelo som de risadas irônicas. Há tanta gente cercada de pessoas mas com o coração amargurado, oprimido, vazio

Por isso, não lamente a falta de companhia do Mundo. Busque na sua solidão a mão amiga de Deus.

Enquanto você se crê solitário e triste, frustrado nos anseios que acalentava, perde os olhos nas tintas carregadas do pessimismo e não vê aqueles olhos que o fitam inquietos, desejando se acercar de você, sem oportunidade de poder fazê-lo.

Pense nisso!

domingo, 1 de Maio de 2011

A TODAS AS MÃES DO MUNDO

A Mãe é o ser mais maravilhoso,


é alguém que se preocupa,

alguém que na nossa vida ocupa

um lugar esplendoroso.

Ser Mãe é estar mais perto,

é sofrer sem mostrar,

é amar a descoberto

e poder se orgulhar.

Poder estar com a Mãe

é um privilégio fundamental

que nem toda a gente tem,

é um sentimento transcendental

quarta-feira, 27 de Abril de 2011

A CRUELDADE QUE NOS CIRCUNDA

Há algum tempo, uma senhora nos procurou e abriu seu coração de mãe e avó, preocupada com a crueldade praticada por jovens, no nosso país.


Pediu-nos que falássemos a respeito do assunto. Talvez haja um jeito de conter essa onda de violência e descaso para com a vida dos semelhantes, desabafou.

Sem a pretensão de apresentar uma fórmula capaz de solucionar o problema grave por que passa grande parte dos nossos jovens, exporemos algumas idéias dos Espíritos Superiores que sabem, mais do que imaginamos, os dramas por que passamos na face da Terra.

Elucidam que há possibilidades diversas para que tal situação se apresente.

Uma delas está justamente no Espírito reencarnado, ou seja, no Espírito que anima o corpo do nosso filho problema, que traz a própria bagagem infeliz de vidas anteriores.

Esse filho, mesmo tendo por parte dos pais os melhores exemplos de vida digna, de honestidade e grandeza no esforço do bem, não se interessará pela honradez ou probidade dos pais.

Ainda assim, cabe aos pais o esforço por continuar exemplificando o bem, mesmo que possa parecer inútil, pois um dia ele despertará para uma nova e melhor realidade.

Outra possibilidade é a da demissão dos pais, enquanto educadores de seus filhos.

Pais que largam os filhos "ao Deus dará", sem se preocuparem com o que fazem desde a infância.

E esses crescem com as informações variadas que lhes chegam por diversos meios, sem que alguém os oriente sobre o que é certo e o que não é.

Filhos que passam boa parte da infância e adolescência em frente à televisão, vendo os desenhos animados de crueldade, violência e brutalidade.

Outros, passam horas com os vídeos-games, sem que os pais se preocupem, sequer, em observar com que tipo de jogos seus filhos se divertem.

Um dia destes, observávamos dois garotos brincando na rua de um condomínio fechado, onde não deveria haver perigo, pois que lá ninguém entra sem ser convidado.

Mas tal foi a nossa surpresa, quando um dos garotinhos, de apenas oito anos de idade, sacou do bolso um canivete e ameaçou o amiguinho, só porque este pegou do chão um papel de bala que ele desejava para si.

Percebendo a possibilidade de alguém sair ferido, fomos até a portaria e avisamos um dos porteiros que o garoto estava com o canivete.



Este nos disse, para maior surpresa ainda, que ele já havia falado com a mãe do menino, e ela lhe dissera que sabia, pois fora ela mesma que o presenteara com a arma.

Podemos imaginar, pela tendência do garoto, o que ele fará com apenas mais uns anos de idade.

Talvez essa mãe venha a amargar mais tarde, as conseqüências da sua indiferença com relação às atitudes do filho.

O escritor e poeta Khalil Gibran, a respeito dos pais assim se expressou:

"Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.

O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.

Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria. Pois assim como ele ama a flecha que voa, ama também o arco que permanece estável."

quarta-feira, 20 de Abril de 2011

PÁSCOA FELIZ

É ser capaz de mudar,


É partilhar a vida na esperança,

É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.

É ajudar mais gente a ser gente,

É viver em constante libertação,

É crer na vida que vence a morte.

É dizer sim ao amor e à vida,

É investir na fraternidade,

É lutar por um mundo melhor,

É vivenciar a solidariedade.

É renascimento, é recomeço,

É uma nova chance para melhorarmos

as coisas que não gostamos em nós,

Para sermos mais felizes por conhecermos

a nós mesmos mais um pouquinho.

É vermos que hoje...

somos melhores do que fomos ontem.

Desejo a todos as amigas e amigos uma

Feliz Páscoa, cheia de paz, amor e muita saúde!
Beijinhos com sabor de chocolate!!!

quarta-feira, 13 de Abril de 2011

REVIVENDO O AMOR



Na dolescência, ele surge, manifestando-se de muitas formas.

Percebe-se que ele chegou ao coração da menina, com anseios de mulher, quando ela passa a se demorar nos cuidados pessoais.

O cabelo nunca está bom. Hoje ela o quer liso, depois, encaracolado, mudando a cor, alterando o corte.

Ela se olha no espelho de frente, de lado, pelas costas. E nunca está bem.

Batom, perfume,

agem. Roupa mais justa, roupa mais larga, mais curta. Uma sessão interminável de gostos, segundo a moda.

E, mais de uma vez, já no portão de casa, volta correndo, para tornar a se olhar no espelho.

Passa pelo pai e pergunta:

Estou bonita, pai?

Afinal, a opinião de um homem é importante.

Quando o menino, que sente em si os ardores da masculinidade, o descobre, todos na família percebem.

Porque o banho é demorado e freqüente. A roupa é escolhida com detalhes.

O cabelo - ah, o cabelo - é o item mais trabalhado. Raspar bem o rosto ou deixar crescer a barba? Que indecisão!

A grande pergunta é: Como as meninas gostam mais?

O motivo de tudo isso chama-se amor. Algo diferente que faz bater o coração no cérebro, tremer as pernas, gaguejar, suar nas mãos.

É um sentimento diferente pelo sexo oposto.

Há pouco se digladiavam, considerando-se verdadeiros inimigos.

Os meninos eram chatos. As meninas, umas tolas.

Agora, aquele olhar, um simples olhar de um para o outro é capaz de os fazer alçar às nuvens.

É belo esse período da descoberta desse doce sentimento. Não é o mesmo amor que se tem para com os pais, para com os irmãos, os avós, os amigos.

É um sentimento que fomenta o desejo de estar ao lado do outro; que tem a capacidade de fazer sonhar de olhos abertos; de acreditar que tudo se realizará, no futuro próximo; que a felicidade é plena, rósea, permanente.

Amor, enamorados. Gestos de carinho, olhares perdidos no vazio que, em verdade, se plenificam com a imagem do objeto do amor.

Caixas de chocolate, flores, pequenos mimos.

Você, que já ultrapassou a linha da adolescência;

que está namorando a mesma pessoa há anos;

que está casado, já é pai, avô - você recorda como eram apaixonantes aqueles dias de sonho, esperanças, castelos no ar?

Talvez você diga que passou da idade, que adolescência é adolescência.

Acredite: a época de amar não acaba nunca. Não importa a estação do ano.

Quando se ama, há sempre flores e perfumes no coração.

Por isso, neste dia dos namorados, surpreenda seu amor, mesmo que você já esteja desabituado a gestos creditados aos extremamente apaixonados.

Mostre que você ainda é o galã dos sonhos dela. Convide-a para passear, para dançar, para um jantar.

Saiam sozinhos. Voltem a sonhar, olhando a lua e as estrelas, que deverão estar brilhando só para vocês dois.

Redescubra o amor que um dia os uniu.

Ofereça flores, diga palavras de carinho, lembre como ela ainda está bonita.

A madurez dos anos lhe fez tão bem!

Aprume-se como um garoto saindo pela primeira vez com a namorada.

E descubra que o amor jamais envelhece. Porque o amor é o sentimento mais sublime que Deus nos permite alcançar.

Pense nisso! Hoje, neste dia especial