domingo, 24 de janeiro de 2010

NÃO TE ENTREGUES



















Os amigos a quem devotaste tuas horas te abandonaram?
Aqueles que elegeste para o convívio mais estreito te abandonaram, quando a brisa de suspeitas infundadas se levantaram contra ti?
Pessoas a quem confidenciaste questões particulares jogaram ao vento as informações, permitindo que os que não vibram contigo as usassem para agressões pessoais?
Ouvidos aos quais segredaste tuas mais íntimas dificuldades transportaram a lábios inconseqüentes as minúcias das tuas dores?
Recebeste dos comensais da tua vida as mais duras críticas, esquecidos do quanto juntos já investiram na afeição?
Acreditas que estás só, difamado, em abandono?
Não te permitas a hora da invigilância e não te aconchegues nos braços da tristeza.
Não concedas forças ao mal que te deseja fraco e dominado.
Pensa que o tormento que te alcança tem por intuito maior testar as tuas resistências morais.
Lembra que é nos combates mais difíceis que se forjam os líderes e se formam os heróis.
Foi na solidão dos meses de prisão que a adolescente Joanna D´Arc teceu os fios da coragem, que lhe permitiram enfrentar o julgamento arbitrário e a condenação injusta.
Tem em mente que todas as más circunstâncias que te envolvem, te permitem avaliar, com absoluta precisão, os verdadeiros amigos.
Aqueles que, mesmo cometas erros, prosseguirão contigo. Não para os aplausos da parvoice, mas para colaborar no seguimento moral de que necessitas.
Permanecerão contigo, mesmo que a fortuna te abandone os cofres e os louros do mundo se transportem a outras cabeças.
Lembra, ao demais, que, embora o mundo não te faça justiça, o Celeste Amigo sabe das tuas intenções, dos teus acertos e das tentativas de ajustes.
E olha por ti, todos os dias. Mesmo naqueles que se apresentem com as nuvens carregadas ou os ares anunciem tormentas e furacões.
O Celeste Amigo confia na tua força e investe na tua vitória.
Recorda-O e evoca-O nas tuas horas mais amargas.

Tudo é passageiro no mundo e os panoramas se modificam, em minutos e até mesmo segundos.
O que agora é, poderá deixar de ser logo mais. Quem agora comanda, poderá ser substituído de imediato.
Quem pensa estar de pé, pode se descobrir tombado ao solo.
Não esqueças que o Celeste Amigo está vigilante e providencia, atento, o de que careces.
Pode ser uma lição a mais, um apoio, uma trégua.
Pensa nisso, e não permitas que os raios das estrelas que brilham em teus olhos sejam empanados pelas chuvas torrenciais da tua amargura incontida.
Não apagues do teu semblante a serenidade que informa aos que passam por ti, que a confiança é o teu escudo e o Divino Amigo segue contigo.
Não concedas vitória aos maus, àqueles que te desejam subjugado e vencido.
Nasceste para crescer, renasceste neste mundo para vencer. Sempre.
Serve-te da prece. Revigora-te na leitura dos ditos do Senhor e segue em frente, hoje, amanhã e depois. Sempre.

10 comentários:

direitinho disse...

Boa Noite.
Foi com muita alegria que li texto.
Tantas verdades juntas.
Quando confiamos um segredo confiamos a nossa via nas mãos de imprudentes e malfeitores que abusam impunemente de nós por tudo quanto julgam saber.
Está parte já conhecia da falsidade de muitos daqueles com quem convivi.
Hoje olho com respeito para todos mas guardando os meus segredos só para Deus.

Carmo disse...

Por vezes questiono-me se Deus existe porque faz sofrer as crianças?

Beijinhos


Carmo

Jaime Piedade Valente disse...

Uau! isso é que é sabedoria!

Lilá(s) disse...

Gostei muito de ler este texto, senti-me acompanhada.
Bjs

TristãoeIsolda disse...

É verdade. O apego escraviza. O desapego liberta. Há que saber dar o devido valor a cada coisa, a cada momento, a cada situação.

Gratos pela visita.
Abraços nossos


(Tristão e Isolda)

Fátima disse...

Naty e Carlos, texto repleto de sabedoria e espelho da realidade do comportamento humano.
Confiar piamente só mesmo em Deus.
Justiça implacável só a divina.

Vamos todos responder um dia pelos nossos atos, nada precisa ser cobrado por nós às atitudes alheias.
O tribunal se fará sem dúvida.

Vim agradecer a delicadeza da visita, serão sempre bem vindos.

Um dia de paz !
Abraço com carinho das Amélias.

Dalva disse...

Belíssimo texto para nossa reflexão. É uma pena, mas está repleto de verdades. Gostei muito daqui deste cantinho, tem textos muito bons! Parabéns!

Bjs.

DE MÂOS DADAS disse...

Amigos
Este texto é um pouquinho triste
Mas inflizmente é a realidade humana aqueles que se aproveitam da fragilidade humana e tantas vezes por abuso de poder ou por incompreensão ou até por maldade levam as pessoas ao desgaste extremo.
Na verdade nisto tudo há sempre um Deus que nos acompanha. E esse é justo e aqueles que hoje estão cheios de poder amanhã podem certamente encontrar-se na fragilidade.
A vida é uma roda e Deus é quem comanda essa roda.
Beijinhos da Utilia

uminuto disse...

nem imaginam o bem que me fez a leitura deste texto
um beijo e obrigada pela visita

poetaeusou . . . disse...

*
o vosso texto
marcou - me . . .
,
Amigos cento e dez, ou talvez mais,
eu já contei. Vaidade que eu sentia,
julguei que nesta Terra não havia
mais ditoso mortal entre os mortais!
Um dia adormeci profundamente:
ceguei. Dos cento e dez houve um somente
que não desfez os laços quase rotos.
"Que vamos nós, diziam, lá fazer?
Se ele está cego, não nos pode ver!"
Que cento e nove impávidos marotos!
,
in-camilo castelo branco,
,
saudações,
,
*