sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

PALAVRAS QUE FAZEM A DIFERENÇA
















Muitos dos que alcançam o sucesso o devem a palavras de estímulo de alguém.

Uma pessoa, professor, pai, esposa, amigo que confiou na capacidade dele e o incentivou a perseguir seus sonhos.

Por vezes, é somente apoio moral. De outras, ainda há algum gesto especial que motiva a criatura a tomar a decisão e ir em frente.

Conta-se que um escritor de renome, desde criança tinha um dom especial para criar histórias.

Morando em um país onde alguns privilegiados tinham acesso à instrução, Amir se divertia lendo histórias e romances para um amigo seu.

Em verdade, o amigo era filho do empregado de seu pai. Por consequência, conforme o costume local, o menino era seu empregado.

Quase um escravo. Sempre pronto para tudo. Pois Amir gostava de ler. E o outro, de ouvir.

Nas tardes quentes, iam para debaixo de uma árvore, deitavam-se na relva e começavam seu ritual.

Numa dessas oportunidades, Amir pensou em pregar uma peça para o amigo.

Em vez de ler exactamente como estava no livro, começou a inventar a sequência do enredo.

Quando concluiu, o amigo bateu palmas e lhe disse: Que história linda, Amir! Você devia ler mais histórias como essas.

Amir se surpreendeu. Tudo tinha saído de sua cabeça. Mas será que dava para confiar na opinião de um analfabeto?

Por isso, quando chegou em casa, escreveu seu primeiro conto. Uma história triste de um homem e de uma mulher que se amavam.

Mas, depois de um tempo, pela ambição do esposo, a felicidade se diluiu pois ele preferiu trocar as carícias da esposa por adquirir somas e somas de dinheiro.

Quando concluiu, Amir mostrou a história para o sócio de seu pai. Isso porque o pai nunca tinha tempo para ele, sempre imerso no mar dos negócios.

O sócio levou o conto para seu escritório e, no dia seguinte, o devolveu com um embrulho.

Quando Amir abriu o pacote, encontrou um caderno de capa de couro castanho e um bilhete:

Adorei a sua história. Deus lhe concedeu um talento especial.

Cabe a você, agora, aperfeiçoar esse talento, pois alguém que desperdiça os talentos que Deus lhe deu é simplesmente tolo.

Você escreve correctamente do ponto de vista gramatical e tem um estilo interessante.

Minha porta está e sempre estará aberta para você. Estou pronto para ouvir qualquer história que tenha para contar! Bravo!

Seu amigo, Rahim.

Foi nesse caderno que Amir passou a escrever as suas histórias.

Anos depois, escritor consagrado, voltou a encontrar Rahim e lhe falou do caderno castanho. E de como aquele bilhete tivera importância em sua vida.

As palavras de dois amigos o fizeram definir-se pelo que sempre ele desejara e seu pai não apoiava.


A palavra foi dada ao homem para grandes coisas. Embora alguns a utilizem para a destruição, os homens de sabedoria dela se servem para edificação do Mundo melhor.

Envolvendo-a em afecto, sustentam vidas prestes a acabar.

Gravando com correcta adjectivação, incentivam o bem, os ideais nobres.

Desta forma, pense ao falar que, do seu verbo, pode depender a vida de muitos que o rodeiam.

Pondere, pois, sempre, antes de falar e fale com sabedoria, edificando, estimulando, incentivando.

16 comentários:

direitinho disse...

É verdade o que diz e tem muita influência nas coisas que fazemos.
Recordo tantas coisas que fazia por rotina mas que uma palavra transformou em algo muito melhor feito por amor e com vida.
Aquela palavra que rectifica e que aconselha para se fazer ainda melhor.
A diferença de uma boa palavra...

RETIRO do ÉDEN disse...

Belo texto.
Muito verdadeiro.
Abraço
Mer

Lilá(s) disse...

Muito bom este texto, o apoio moral é necessário, por vezes uma palavrinha faz a diferença.
Bjs

lidia disse...

directo al corazon!el trabajo de ambos, no lo se,no me queda muy en claro,pero no importa,importa este poema,narracion,lo que sea que quieras ponerle de titulo, fue directo a mi corazon!
un abrazo portugal,bello pais
gracias
lidia-la escriba

Cris Tarcia disse...

Olá, vim agradecer a visita e o lindo e adocicado comentário no meu cantinho,ele ficou mais saboroso com esta pitadinha de afeto, adoro receber visitas dos irmão de além-mar.

Um grande abraço

Vivian disse...

...primeiramente quero agradecer
o carinho de vocês lá em casa,
e dizer que doces foram as
palavras por lá deixadas
dirigindo-se a esta pequena
aprendiz.

falando em palavras....
quando saem do coração,
só podem edificar quem
as recebe ouvindo com
amor.

que lindo este post!

que lindos vocês!

beijos

Andradarte disse...

Fico-me pelas palavras de estímulo
que vou recebendo...

Abraço

Maria P. disse...

Que prazer conhecer este espaço, obrigada:)

Beijinhos*

DE-PROPOSITO disse...

desperdiça os talentos
--------
Quantas pessoas não desperdiçam os talentos?!... É que a muitos, estão proibidos de pensar. Seria bom, que no mundo onde vivemos, fosse proibido, 'proibir'.
-------
Fica bem.
E a felicidade por aí.
Manuel

Juliana Lira disse...

Sabias palavras!Uma palavra pode construir ou destruir pontes...

Milhões de beijos

Fátima disse...

Naty e Carlos.

Texto mais que verdadeiro.
Pensar muito antes de proferir a palavra, pois uma vez feito, nada a apagará.
Que seja sempre doce!

Agradecendo pelo carinho da visita, serão sempre bem vindos
Beijo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Começe a segunda feira fazendo uma limpeza!
Varra de seu coração:
a tristeza, a angústia, a aflição,

Varra de sua vida:
a inveja, a maledicência, a fofoca

Varra do seu corpo:
a preguiça, o tédio, os maus pensamentos

Varra de seu caminho:
o mau olhado, o mau agouro, o mau pressentimento

Deixe fluir a alegria de sua alma
Trabalhe seu corpo para o bem

Agradeça por seu trabalho
e acima de tudo
começe sua semana com
FELICIDADE no coração

Pois novos horizontes se aproximam
novas alegrias irão chegar
e seu coração
estará pronto pare receber tudo isso.

Desejo a você, uma linda semana!

beijooo.

Celina disse...

Belo texto!Agradeço a gentileza e as belas palavras no meu Blog!Um Abraço carinhoso Celina!

Maria José disse...

Naty e Carlos. Lindo texto, que me lembra um livro que li, passado no Afeganistão, o Caçador de Pipas. É verdade que o incentivo pode mudar a vida de uma pessoa, pois desperta os próprios valores, o amor a si mesmo e eleva a auto estima. Beijos e obrigada por suas presenças carinhosas no Arca.

Baila sem peso disse...

Passei e entendi a doçura
da formiguinha no meu baile
aqui lavra-se a palavra com mel
e planta-se depois no papel!

A palavra dá sustento!...
tantas as vezes que é alento!

Boa semana
Beijinhos docinhos :)

Sofá Amarelo disse...

Basta uma palavra mal entendida para alterar uma vida... várias vidas até!

Basta uma interjeição dita fora de tempo ou num tom diferente para alterar uma vida... ou várias vidas!

Devemos pensar muito bem no que vamos dizer mas também devemos deixar que seja a alma muitas vezes a falar por nós...

Forte abraço!!!