segunda-feira, 7 de junho de 2010

TODO MUNDO ERRA



















Vocês, certamente, já ouviram ou falaram a frase: "todo mundo erra!".

Essa afirmativa está correcta, porque a terra é um planeta de provas e expiações, o que quer dizer que neste mundo não há ninguém perfeito.

A perfeição é uma meta que todos nós alcançaremos um dia, mas não pode ser encontrada no actual estágio evolutivo da humanidade terrestre.

Não é outra a razão porque todos ainda cometemos erros, embora muitas vezes tentando acertar.

Tudo isso é fácil de entender, dirão alguns. E mais fácil ainda é tentar justificar as próprias faltas com a desculpa da imperfeição.

Admitir, portanto, que cometemos falhas mais vezes do que gostaríamos, não é difícil. Também não é difícil tolerar os escorregões dos nossos afectos.

No entanto, se vocês admitem que "todo mundo erra", porque é tão difícil relevar as imperfeições alheias?

Porque é tão fácil justificar os próprios erros e tão difícil aceitá-los nos outros?

Se quebramos um copo, por exemplo, logo nos desculpamos dizendo que foi sem querer, e pode ter sido mesmo. Mas, se é outra pessoa que o faz, já achamos uma maneira de criticar, dizendo que é descuidada ou não prestou a devida atenção no que estava fazendo.

Se a esposa não conseguiu servir o almoço na hora que deveria, é porque ficou de conversa fiada com alguma amiga. Mas quando é o esposo e não dá conta de entregar um serviço no prazo, é porque é um homem muito atarefado.

Quando o marido chega em casa nervoso e irritado, é porque está sobrecarregado de problemas, mas não desculpa se a esposa está impaciente por ter passado o dia todo ouvindo choro de criança e atendendo as tarefas da casa.

Se você é a esposa e tem seus motivos para justificar a falta de atenção com os filhos, em determinado momento, pense que seu esposo também tem suas razões para justificar uma falta qualquer.

Se você é filho e acha que está certo agindo desta ou daquela maneira, entenda seus pais, pois eles também encontrarão motivos para justificar seus deslizes.

O que geralmente ocorre, é que não paramos para ouvir as pessoas que transitam em nossa estrada. O que é mais comum, é criticar sem saber dos motivos que as levaram a se equivocar.

Se temos sempre uma desculpa para nossas faltas, devemos convir que os outros também as têm.

Se assim é, por que tanta inquietação com as acções que julgamos erradas nos outros?

Não temos a intenção de fazer apologia ou defender o desculpismo, mas, simplesmente, chamar a atenção para o fato de que todos estamos sujeitos a dar um passo em falso. E por isso devemos, no mínimo, entender quando isso acontece.

Se todo mundo erra, temos mais motivos para a tolerância e o perdão.

E se ninguém é perfeito, mais razão para entender as imperfeições alheias.

Ou será que só nós temos o direito a tropeçar?

Pensem nisso!

A terra é uma escola de aperfeiçoamento da humanidade.

As pessoas que aqui estagiam, estão se preparando para conquistar mundos mais adiantados, universidades mais avançadas.

Por essa razão, vale a pena prestar atenção no seu aproveitamento pessoal, e deixar aos outros o dever de cuidar dos próprios actos.

Pois a cada vez que deixamos o corpo físico, pela desencarnação, uma nova avaliação é feita e todos, sem excepção, receberemos conforme nossas obras.

Pensem nisso!

14 comentários:

sonho disse...

E quem nunca errou...que atire a primeira pedra...
Beijo d'anjo

Chica disse...

Grande verdde essa.

E quantas vezes nos irritamos, esquecendo que outros se irritam com nossa irritação? uma linda semana e tudo de bom,chica

José disse...

Há uns que erram mais que outros, e outros que não deviam errar nunca, e erram.
Obrigada pela visita,

boa noite,
José.

Luciana disse...

Boa Noite
Obrigada pela visita sempre bem vinda.
Bjs

Amapola disse...

É mesmo. É fácil desculpar nossos próprios erros. Porém se nos colocarmos no lugar do outro, fica mais fácil a compreensão e a tolerância.
Acho que somos uma metamorfose, onde as transformações evolutivas estão em grande parte, na nossa vontade.

Um abraço apertado. Tenham uma semana de paz.

(Muito obrigada pela visita. Para cada comentário, é um abraço que recebo)

Alguém... disse...

Ninguém é perfeito, nunca ninguém pode cometer o erro de dizer que nunca errou. Somos todos um unissimo, com falhas.

Beijo*

Cida disse...

Pois é, se a gente conseguisse desculpar ao próximo, da mesma forma que a gente se desculpa, o mundo seria um lugar bem melhor para se viver!...

Mas com o tempo, felizmente, a gente vai ganhando essa sabedoria.
Ainda bem!...:)

Obrigada pela visita ao meu cantinho, e um grande abraço.

Cid@

Amor feito Poesia disse...

Não às armas nucleares,
não ao tormento da guerra.
Minha canção sobe aos ares
como um beijo vindo da terra.

(Drummond)

Beijos & Flores & Poesia...M@ria

lita duarte disse...

A terra é uma escola...

Bom dia.

Que flores lindas.

Beijos.

Vanessa Souza Moraes disse...

Admitir erros e desculpar-se é péssimo.

Daniel Costa disse...

Todo o mundo erra, essa é a verdade. Um principio e desde logo se deve admitir, até analisar e provar o contrátio, que o erro seja nosso. Depois é melhor errar porque se fez, do que por nada fazer. Por último é nosso dever nunca fazer o mesmo erro.
Daniel

Sandra Botelho disse...

obrigado pela visita...
E quem não erra que atire a primeira pedra...
Bjos achocolatados

Mariazita disse...

Errar é próprio do Homem.
O que é preciso é aprender com os erros e não voltar a cometê-los.

Beijinhos

rosa-branca disse...

Quem diz que nunca errou
Decerto está enganado
O seu destino enganou
Pois ele se transformou
Num errante do passado.

Errar é humano. Beijo meu